Sobre

Katidoki – 勝鬨

Venha fazer uma visita e conhecer melhor nossas atividades!

 

KatidokiAtualmente o Katidoki é o único Dojo do Espírito Santo filiado à Confederação Brasileira de Kendo (CBK), e seguindo as orientações da Federação Internacional de Kendo, entidade responsável pelas regulamentações e graduações de Kendo, Iaido e Jodo em todo o mundo.

O Kendo capixaba teve início na Associação Nikkei de Vitória (ANV) por volta do ano de 1998, quando foram recebidos alguns equipamentos doados por uma Escola Japonesa que existia em Vitória e havia encerrado suas atividades. Os treinos ocorriam na quadra da ANV sob orientação da senpai Karin Uezono. Já nesse período iniciou-se a discussão sobre filiação na recém fundada CBK, mas por fim o grupo se dividiu. Alguns praticantes do grupo fundaram a filial do Instituto Niten em Vitória (optando por se dedicar ao “Kenjutsu” e ao “Iaijutsu”), e os demais continuaram treinando Kendo na ANV de forma relativamente isolada.

Após um curto período sem atividades, em 2007 o Kendo foi retomado na ANV através do Katidoki, incorporado na entidade através do Departamento de Kendo. O Katidoki surgiu do desejo de se organizar um grupo que colocasse o Espírito Santo definitivamente no mapa do Kendo brasileiro. Após a primeira visita do então presidente da CBK, o sensei Ciutoco Kogima (7º Dan Kyoshi em Kendo), em janeiro de 2008 foi realizada enfim a filiação na CBK através da ANV.

O sensei Katsusaburo Sasaki foi o fundador do Katidoki, e pode ser considerado o patrono do Kendo no Espírito Santo. Ele iniciou a prática do Kendo no Japão no ano de 1955, quando estava no Colégio Técnico Estadual de Comércio de Chiba. Em 1956 foi campeão do “Torneio Colegial de Kendo para Amadores”, e participou do “Grande Torneio Colegial de Kendo” sendo eliminado na semi-final. Em novembro de 1960 participou do “Campeonato Nacional de Kendo” realizado no Tokyo Sendagaya, quando foi vice-campeão japonês. Mudou-se para o Brasil em março de 1961, quando possuía o 4º Dan em Kendo. Ajudou a criação da Federação de Kendo do Rio de Janeiro por volta de 1966. Em 1977 mudou-se para o Espírito Santo e praticava Kendo apenas com seus filhos, mas a partir de 1990 passou a ter outros alunos, treinando perto de sua própria residência. O sensei Sasaki faleceu em agosto de 2007.

 Kendo ANV Kendo ANV

Após o falecimento do sensei Sasaki, assumiu como responsável dos treinos do Katidoki o seu amigo, sensei Hiroshi Nomura. O sensei Nomura também tinha 4º Dan em Kendo quando veio do Japão para o Brasil, na década de 1960. Possuia mais de 60 anos de experiência no Kendo. Ensinou Kendo na antiga colônia japonesa de Mairiporã/SP (década de 1960), foi responsável pelo Kendo na comunidade japonesa de BH, e chegou no ES no ano de 2007. Infelizmente no ano de 2008 teve ele que retornar para Minas Gerais.

Hoje o responsável pelos treinos é o sensei Alberto V. M. Alves, que possui 3º Dan em Kendo e 1º Dan em Iaido. O sensei Alberto participou do grupo inicial do Kendo na ANV e posteriormente da fundação do Katidoki.

Iaido ANV

Os treinos de Iaido tiveram início no ano de 2008, sob as orientações do sensei Toshihiko Tsutsumi (5º Dan em Kendo e 6º Dan Renshi em Iaido), que reside no Rio de Janeiro/RJ. O sensei Tsutsumi chegou do Japão em 2003 e tem colaborado muito com o Katidoki desde o falecimento do sensei Sasaki. O estilo de Koryu (estilo antigo de Iaido) praticado no Katidoki é o Muso Sinden Ryu. O sensei Tsutsumi foi aluno do sensei Hakuo Sagawa (um dos três últimos 9º Dan do Japão). E o sensei Sagawa foi aluno direto de Hakudo Nakayama (um dos últimos 10º Dan do Japão), fundador do estilo Muso Shinden Ryu.

A partir do ano de 2013 o Katidoki passou a receber visitas constantes do sensei Yosuke Kataoka (7º Dan Kyoshi em Kendo). O sensei Kataoka chegou do Japão em 2011 e reside em Volta Redonda/RJ.

No ano de 2015 o Katidoki optou por seguir um caminho próprio, como era inicialmente desejo do sensei Sasaki. O sensei Sasaki desejava desde o início que o Katidoki tivesse início sem relação com a ANV e o grupo antigo de Kendo que lá existiu. Assim, o Katidoki deixou de ser um Departamento da ANV e inicia uma nova fase, cheia de desafios e aprendizado para todos. Tendo como principais apoiadores a Secretaria de Esportes de Vitória e a Comissão de Esportes da Câmara Municipal de Vitória.

O objetivo principal do Katidoki é a divulgação da cultura japonesa no Espírito Santo, através do Kendo e do Iaido. No Kendo e no Iaido não é permitido receber dinheiro para ensinar, portanto o esforço dos professores deve ser sempre devidamente respeitado pelos alunos.

Kendo é uma arte-marcial japonesa moderna (Gendai Budo), desenvolvida a partir das técnicas tradicionais de combate com espadas dos Samurais do Japão feudal, o Kenjutsu.

Em geral a palavra Iaido é traduzida como o caminho da vida em harmonia, ou a arte de se adaptar a circunstancias, ou o caminho do estar aqui e agora. O Iaido é uma arte-marcial moderna de prática individual. Os Katas começam e terminam com a espada embainhada, implicando portanto o ato de desembainhar e embainhar a espada.

A roupa do Kendo e do Iaido é baseada na roupa antiga dos Samurais, o Hakama e o Do-gi. Não existe emblema, faixa ou demonstração visível da graduação do praticante. Isso é definido só nos procedimentos de etiqueta. Atualmente a graduação máxima do Kendo e do Iaido é 8º Dan.

 Equipe Kendo ANV Equipe Iaido ANV

Os treinos de Kendo e Iaido não visam o ensino de defesa pessoal, mas trabalham a resistência física e psicológica do praticante.

Nos treinos apenas 20% correspondem à parte de técnica de luta, os outros 80% visam o aprendendizado de etiqueta, educação, colaboração e respeito ao próximo.

A Federação Japonesa de Kendo define:

O Objetivo do Kendo é disciplinar o caráter humano pela aplicação dos princípios da Espada. O propósito de se praticar Kendo é moldar a mente e o corpo, para cultivar um espírito vigoroso, e pelo treinamento rígido e correto, lutar para desenvolver-se na arte do Kendo, obter respeito à cortesia e à honra, para relacionar-se com os outros com sinceridade, e para sempre ter como objetivo o auto-aperfeiçoamento. Dessa maneira será possível uma pessoa amar seu país e sociedade, contribuir para o desenvolvimento da cultura e promover a paz e prosperidade entre todos os povos.

No Iaido, o praticante combate oponentes imaginários, ou seja, uma batalha contra você mesmo. Através de precisos e imutáveis movimentos do Kata, o praticante busca mobilizar todo o seu ser, unificar a intenção, a ação e a espada, sendo vital cada detalhe, um assunto de vida e morte. Através da união do sentido, da vontade e da ação, a espada torna-se um meio de desenvolvimento pessoal.

PERGUNTAS FREQUENTES:

O local de treino está atualmente em transição, então entre em contato com email para mais informações.

QUINTA: ?? (Kendo) – ??

SÁBADO: ?? (Iaido / Kendo) – ??

Indicamos aos iniciantes que participem de ao menos 2 treinos, para terem certeza que continuarão treinando. Para aqueles que não possuem Hakama e Dogi, é indicado comparecer com uma calça leve (moleton ou esportiva) e camiseta com manga (ou Kimono de outra arte marcial). Não é necessário agendar uma visita. O restante do equipamento necessário será emprestado (sem custos).

Não existe idade máxima, mas pessoas que estão há muito tempo sem praticar alguma atividade física é indicado que procure um médico especialista. A idade mínima é 8 anos, havendo no Brasil praticantes acima dos 80 anos. As mulheres podem participar dos treinos da mesma maneira que os homens.

Quando você resolve iniciar a prática e se inscrever como membro do Departamento de Kendo da ANV, em primeiro lugar assume um compromisso com todo o grupo. Além disso o Departamento de Kendo possui suas responsabilidades dentro de toda a comunidade da ANV, portanto, deverá também estar ciente da importância de participar e colaborar nas atividades da ANV (Festival de Yakisoba e Sushi, Bonenkai, mutirões, etc), se integrando e respeitando as normas de boa conduta da ANV. Outra parte desse compromisso é realizar mensalmente o depósito da contribuição mensal, utilizada para que possamos dar continuidade nas nossas atividades.

O objetivo do Departamento de Kendo da ANV não é comercial, mas cultural. Ainda assim, existem custos para a manutenção e expansão das nossas atividades. Todos os praticantes precisam contribuir mensalmente com uma caderneta de poupança, cujos valores arrecadados são utilizados exclusivamente para as atividades do Departamento. Não é permitida a retirada de qualquer quantia para benefício pessoal, não havendo remuneração nem mesmo do Sensei ou Sempai.

Atualmente os valores da contribuição mensal são:

Independente da modalidade praticada: R$60,00

O valor dos equipamentos pode varia bastante, dependendo da qualidade e do local onde é adquirido. A média os valores encontrados atualmente (março de 2015) são:

Hakama + Dogi (roupa): R$300,00

Shinai (espada de bambu): R$120,00 (tamanho masculino adulto)

Bokuto (espada de madeira): R$100,00

Iaito (espada de metal): R$500,00

Bogu (armadura): R$1.500,00

OnlineKendo.com

A prática do Kendo e do Iaido não é barata. Para isso utilizamos os valores arrecadados mensalmente na aquisição de equipamentos que são emprestados (sem custos) para todos os iniciantes e praticantes que estiverem impedidos de adquirir seu próprio equipamento. Buscamos sempre maneiras e locais que possam facilitar a aquisição dos equipamentos (roupa, proteções, espadas, etc). Ainda assim, todo praticante é livre para adquirir seus equipamentos onde considerar melhor.

Inicialmente é necessário que o praticante adquira sua própria Shinai, em seguida o Bokuto e a roupa. O restante do equipamento fica a critério e possibilidade financeira de cada praticante.

Campeonato Brasileiro de Iaido

 

  2º Campeonato de Kendo de Vitória – Vídeo Promocional

 Dojos oficiais de Kendo em todo o Brasil:

 View Larger Map

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *